Imagem de Fundo
Área do Condômino

Como falar da expectativa salarial durante os processos seletivos? Veja tira-dúvidas

Falar sobre pretensão salarial ao buscar uma vaga no mercado de trabalho exige pesquisa e cautela. O tema é sempre delicado devido à relevância tanto para quem está buscando um funcionário como para quem está querendo voltar a trabalhar ou mudar de emprego.

E, mesmo em tempos de desemprego alto, os candidatos não devem baixar as suas expectativas por medo de não conseguir a vaga – caso contrário, acabarão recebendo bem menos do que ganhavam no emprego anterior, aconselham especialistas.

Veja abaixo o tira-dúvidas com Felipe Calbucci, diretor do site de empregos Indeed, Bianca Machado, gerente da Catho, e Marcelo Olivieri, headhunter e diretor da Trend Recruitment.

Vale a pena falar a expectativa salarial durante a entrevista? Vale a pena colocar a expectativa salarial no currículo?
Calbucci: Eu só mencionaria quando o recrutador perguntasse. Contudo, se a remuneração for o ponto relevante em sua decisão pela vaga, vale a pena mencionar assim que receber um feedback positivo dando sequência à próxima etapa de entrevistas. Assim, caso não haja alinhamento entre a remuneração e pacotes oferecidos pelo empregador e a sua expectativa, você economiza tempo de ambas as partes.

Bianca: Fale sobre isso apenas quando o recrutador perguntar. Preste atenção ao ritmo da entrevista, às perguntas do recrutador e fale no momento adequado. No currículo, cite somente se for solicitada no anúncio da vaga.

Olivieri: Sempre vale. A maior frustração de um candidato é ser aprovado em um processo seletivo que lhe brilha os olhos e receber uma proposta aquém da sua expectativa porque não deixou claro desde o princípio o salário/pacote que pleiteava. No entanto, também acredito que falar ou perguntar sobre isso logo no primeiro contato com a empresa pode transmitir a ideia de que o profissional só se importa com o salário.

Essa expectativa deveria ser discutida em uma entrevista presencial, seja com o headhunter ou com o empregador diretamente. Muitas vezes o pacote oferecido em conjunto com os benefícios torna-se atrativo, mesmo que o salário fixo seja abaixo do esperado. Já quando colocamos essa expectativa no currículo, podemos fechar algumas portas que poderiam ser interessantes. A não ser que tal informação seja solicitada pelo recrutador.

Se o recrutador pedir essa informação durante a entrevista eu falo o quê?
Calbucci: Antes da entrevista, pesquise a média salarial de profissionais com sua experiência, nível educacional e cargo. Com essas informações, determine qual a sua expectativa salarial para a vaga.

Quando um recrutador pergunta sobre suas expectativas salariais, ter uma resposta bem formulada e baseada em dados garante que você não esteja se desvalorizando ou se colocando acima do valor de mercado. E você pode ajudar o recrutador a entender melhor se as suas expectativas se alinham e qual salário será atraente para trazê-lo ao time.

Destacar sua experiência ou nível educacional pode justificar seu salário, especialmente se você estiver mirando valor acima da média local. Tenha cuidado para não exceder demais ou você pode ser considerado super-qualificado. Um exemplo de como abordar o assunto: "O salário médio para este cargo nesta área para um profissional com o meu nível de experiência é entre R$ 5.000 e R$ 6.500, então essa é minha expectativa salarial”.

Além da sua expectativa salarial, alguns recrutadores perguntam qual a sua remuneração e benefícios atuais. Nessa fase, algumas pessoas acabam dizendo que ganham mais do que a realidade para conseguir aumento na remuneração. Além de antiética, com essa abordagem você corre o risco de a empresa recuar da contratação.

Bianca: É importante que o profissional tenha em mente a média salarial que é aplicada no mercado de acordo com o cargo que está disputando. Com essa informação, ele consegue negociar com maior facilidade e responder o recrutador de imediato.

Além disso, outros fatores devem ser observados: benefícios, perspectiva de crescimento e demais vantagens, como flexibilidade de horário, proximidade de casa. Todos esses pontos avaliados devem ser colocados nos cálculos do profissional. Ter plano de saúde, curso de idiomas, faculdade e demais benefícios é um custo a menos no dia a dia do profissional.

Olivieri: A verdade. A sua expectativa. O ideal é ser transparente desde o começo. Caso você esteja aberto a negociar ou toparia um valor inferior dependendo do pacote de benefícios, abra essa informação também neste momento.

Se o recrutador pedir para colocar a pretensão no currículo, o que eu faço?
Calbucci: É importante ser claro, direto e fornecer não apenas um número com o qual você se sinta confortável, mas a remuneração adequada para o trabalho com base em dados reais (qual o valor normalmente pago para essa posição em empresas da mesma área, por exemplo). Suas expectativas salariais também devem levar em consideração seu nível de experiência, histórico educacional e qualquer especialização ou habilidade que outros candidatos da área possam não ter.

Mostrar-se aberto a negociações também é um fator que pode ajudar nesse processo. Um exemplo de como você pode colocar a sua faixa salarial no currículo é: “Minha expectativa salarial está na faixa de R$ X.000 - R$ X.000, pois essa é a média da indústria local para um profissional com meu nível de experiência. Mas podemos conversar sobre isso melhor pessoalmente, e estou aberto para negociações”.

Se você não se sentir à vontade para compartilhar seu histórico salarial ou solicitações salariais com um recrutador, porque não acha que sabe o suficiente sobre o cargo ou prefere discutir pessoalmente, pode optar por recusar ou desviar a pergunta educadamente.

Nesse caso, você pode dizer frases neutras como: "Eu preferiria entender melhor sobre o cargo e suas responsabilidades antes de discutir as expectativas salariais".

Bianca: O ideal é que, se o recrutador solicitou a informação, o candidato a coloque. Quando a empresa pergunta ou pede a pretensão salarial é porque realmente deseja saber. Sendo assim, seja direto. Na dúvida, pesquise antes sobre a organização, suas médias salariais, bem como a média salarial do mercado. Ter esse conhecimento dá uma boa dimensão sobre o valor ideal a se colocar.


Olivieri: Coloque o valor que você entende como satisfatório, ou, caso não tenha esse número, deixe como “aberto a negociar”. Além disso, é importante fazer a lição de casa e pesquisar qual o valor médio da sua posição cargo em relação ao seu mercado de atuação, da mesma forma, ative seu networking e converse com pessoas que estejam no cargo e/ou empresas parecidas com a vaga que está pleiteando. É muito importante que sua faixa salarial esteja coerente com o que se costuma pagar no mercado

Pode acontecer de a empresa aumentar ou diminuir o valor da remuneração a ser paga dependendo do que eu responder?
Calbucci: Alguns recrutadores estão interessados na sua resposta e também na forma como você apresenta. Se você é confiante e seguro de si, mostrará que conhece seu valor e, embora possa estar aberto a negociações, não aceitará menos do que merece. Não se venda por pouco na tentativa de seguir no processo ou você pode acabar ganhando muito pouco.

Depois de saber a faixa salarial média do cargo, ajuste expectativas. Na maioria dos casos, os recrutadores vão começar com o valor mais baixo que você apresentar. Ao jogar alto, garanta que, mesmo que ofereçam o menor valor, você ainda receberá o pagamento desejado. Por exemplo, se você quiser ganhar R$ 4.500, não diga que está procurando um salário entre R$ 4.000 e R$ 5.000. Em vez disso, dê um intervalo de R$ 4.500 a R$ 5.000.

Bianca: Pode acontecer um ajuste de salário ou até mesmo uma alteração de responsabilidades. Dependendo da resposta do candidato, ele pode sinalizar à empresa, através do seu último salário, o "calibre" da posição almejada.

Olivieri: Sim, sempre pode acontecer. Existem empresas que possuem uma estrutura clara de cargos e salários com faixas bem definidas e outras que possuem maior flexibilidade. Além disso, é importante dizer que a última ou atual remuneração do candidato interferem na oferta que será feita para ele, ou seja, a oferta salarial muitas vezes não é uma oferta fixa.

É comum as empresas pedirem o salário anterior? Isso influencia no que o empregador vai me pagar caso eu seja contratado?
Calbucci: Seguramente a negociação sobre o salário iniciará de acordo com sua remuneração atual. Essa será a base da conversa, e o aumento no valor normalmente fica entre 10% e 30%.

Bianca: Sim, nas entrevistas remotas ou presenciais é solicitada essa informação. A maior influência na oferta é a pretensão salarial, bem como a experiência profissional e o perfil adequado para a posição em disputa.

Olivieri: Sim, influencia. Por isso, caso você esteja aberto a negociar um salário inferior ao seu atual ou último, cabe informar e explicar seus motivos para que o entrevistador entenda que há outros fatores que te motivariam nessa posição, como por exemplo, a possibilidade de uma transição de carreira ou pacote de benefícios mais atraentes, jornadas mais flexíveis, qualidade de vida, entre outros fatores.

Por que alguns recrutadores perguntam o salário anterior?
Calbucci: Normalmente, eles querem determinar seu valor de mercado. Seu histórico salarial, especificamente o salário que você ganhou em sua posição mais recente, é um fator que um empregador pode usar para avaliar seu nível de experiência e o valor que você trará como funcionário.

Se o seu salário mais recente é significativamente maior que um empregador está preparado para oferecer, indica que você pode ser super-qualificado para o cargo.

Outro motivo é garantir que estejam oferecendo uma quantia justa para a posição. Por exemplo, se a maioria dos candidatos a um emprego fornecer históricos de salário recentes que excedam muito o orçamento da função, talvez seja necessário aumentar o valor ou ajustar a descrição do trabalho para segmentar mais profissionais juniores.

Bianca: É uma clássica pergunta para ajustar corretamente o candidato à posição em aberto e entender se a empresa tem verba suficiente para realizar aquela contratação. Alguns cargos têm imensa variação salarial dependendo do setor, experiência, hierarquização e região.

Olivieri: Normalmente a pergunta acontece para que o recrutador possa analisar se a posição será minimamente atrativa ou não para aquele profissional que está sendo avaliado.

Fonte: G1 Globo | 03/05/2019

Contac Contabilidade SS - Av. Oeste, nº 319
St. Aeroporto - Goiânia GO  |  CEP 74.075-110
Fone 62. 3240 0400  |  comercial@contacnet.com.br  |  CRC/GO 882

Desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)